sexta-feira, 30 de abril de 2010

Vídeo do dia - Al Di La



Al Di La - Emilio Pericoli
Do Youtube

Despertar do Vesúvio é o maior problema de segurança da Itália

O despertar do vulcão Vesúvio, situado em frente à baía de Nápoles e a nove quilômetros de distância da homônima cidade do sul da Itália, representa o "maior problema de segurança" do país, afirmou o diretor da Defesa Civil italiana, Guido Bertolaso.

"O Vesúvio é o maior problema de segurança da Itália porque cidades inteiras estão a seus pés, as quais podem ficar submersas em caso de erupção", disse Bertolaso, durante entrevista coletiva.

"Por enquanto o vulcão está tranquilo, mas sabemos que no dia em que despertar, a situação se tornará imediatamente dramática", advertiu.

O Vesúvio é um dos vulcões mais perigosos do mundo, pois está situado na região vulcânica mais populosa do planeta. Nas 18 cidades da região vulcânica do Vesúvio vivem entre 500 mil e 650 mil pessoas.

Além disso, ele é o único vulcão da região continental da Europa que tem tido erupções no século 20.

Os outros dois vulcões italianos que entraram em erupção nos últimos séculos ficam em ilhas: o Etna, na Sicília, e o Stromboli, nas ilhas Eólicas.

Temor
Alguns estudos sustentam que a próxima erupção poderia ser muito violenta e comparável à registrada em 1631, que deixou 4.000 mortos.     A coluna de fumaça, lava e cinzas poderia alcançar 20 quilômetros de altitude e afetar um raio de 25 quilômetros, segundo o chefe da Defesa Civil, que se prepara para lidar com uma eventual catástrofe.     As autoridades vêm estudando um plano de emergência em caso de erupção. Este inclui, entre outras medidas, a retirada de um milhão de pessoas de Nápoles, contou Bertolaso.

Uma erupção como a de 79 d.C, que sepultou as cidades romanas de Pompeia e Herculano, permitindo conservá-las intactas até serem redescobertas no século 15, poria em risco a vida de dois a cinco milhões de pessoas.
Segundo o especialista, a probabilidade de que a tragédia se repita é de 1%.

A erupção de 1944, menos violenta, com lava, mas sem emissão de cinzas e gases, deixou 26 mortos e 12 mil pessoas desabrigadas.

Outras erupções importantes foram, sequencialmente, as de 472, 512, 1631, seis vezes no século 18, oito vezes no século 19 (notadamente a de 1872), e em 1906, 1929 e 1944. Desde 1944 não tem havido erupções no Vesúvio.

Fonte: France Presse
http://www.comunitaitaliana.com/
imagem arquivo virtual

Curiosidades - A Comunicação Italiana

A comunicação italiana é altamente emotiva, e tende a ser muito animada, portanto não se surpreenda ao ser interrompido!

A comunicação tende a fica mais tranquila diante de uma autoridade, para que ela não tenha de aumentar a voz para ser notada e ouvida.A confiança é muito importante para os italianos, e eles preferem fazer negócios com pessoas que já conhecem.

As primeiras impressões também são importantes, então não deixe de olhar os olhos da pessoa para quem está sendo apresentado. Os italianos demonstram seu interesse sustetando o olhar. Na cultura italiana, as pessoas tradicionalmente se comportam com decoro e formalidade a toda hora.

Esse conceito é conhecido como Bella Figura ('bonita figura'), que geralmente significa ter uma boa imagem, especialmente quando estiver falando.

Agora você já sabe em que certas situações se comportar de maneira educada, culturas e tradições que são muito diferentes do Brasil. Fique alerto em breve mais curiosidades.

http://maravilhasdaitalia.blogspot.com/

2011 é o ano da Itália no Brasil e as comemorações já começaram

Organizada pelo Instituto Italiano para o Comércio Exterior (ICE), Sapori d’Italia nel mondo apresenta, em São Paulo, a qualidade dos produtos agroalimentares italianos.

A Itália traz para o Brasil a alta qualidade de seus produtos agroalimentares, propagando uma das mais famosas e tradicionais gastronomias do mundo

Antecipando uma série de eventos que serão realizados em 2011, em comemoração ao Ano da Itália no Brasil, Sapori d’Italia nel mondo chega ao país promovendo a excelência dos produtos agroalimentares italianos. Traduzir os sabores e a tradição da cultura alimentar e gastronômica da Itália é o que visa o projeto Sapori d’Italia nel Mondo – edição Brasil, que acontece nos dias 03 e 04 de maio de 2010, no Hotel Renaissance, em São Paulo. Trazendo ampla programação de Seminários, Workshops e Rodadas de Negócio, entre empresas italianas e operadores locais, o objetivo é promover, aumentar e diversificar as exportações de alimentos e bebidas do país Europeu com o Brasil.

Nos dias 03 e 04 de maio o projeto realiza diversos eventos destinados aos fabricantes italianos e distribuidores de produtos agroalimentares brasileiros, como seminários, workshops, visitas técnicas e comerciais nos pontos de venda especializados e rodadas de negócio, que acontecem no período da tarde (inscrições e maiores informações www.ice-brasile.com.br/sapori_di_italia/). (Ascom ICE-São Paulo/RM Comunicação)

http://meiroca.com/

'Fontana di Trevi' e suas moedinhas....


Um clássico....


A fontana di Trevi è um stop obrigatório para quem visita Roma.

De dia ou de noite, com chuva ou sol, a Fonte é sempre cheia de turistas apaixonados por este símbolo romano. A historia da Fontana tem origem no "Acquedotto Vergine" (Acquedotto criado a mais de 2000 anos) e sua estrutura atual foi planejada pelo arquiteto Nicola Salvi.

As moedinhas...

Depois de visitar a famosa Fonte, diz a tradição, é preciso jogar uma moedinha. (Ok! Eu fiz e voltei!)

Mas afinal onde vão parar as moedas que jogamos???

Todos os dias, pela manhã, é realizada a limpeza e manutenção da Fonte. Neste processo as moedinhas vão parar em um saco e depois todo este material é doado à Caritas (a Caritas é uma organização da Igreja católica). Segundo "il Giornale" a media é de 50 quilos de moedas por dia (+ ou - 1500 €), por ano este valor chega a 700 mil euros. As moedas estrangeiras sao acumuladas e depois trocadas.

Um fenômeno que tem aumentado nos últimos anos são os chamados "pescadores", pessoas que recolhem estas moedinhas. Certo ou errado? é difícil dizer, pois segundo as autoridas não é um furto. Sempre que posso vou dar uma espiadinha na Fontana, e acho muito chato ver de uma parte os turistas animados que jogam as suas moedinhas e do outro as pessoas que "recolhem".

Aos meus amigos digo, joguem uma moedinha de 0.01 € (rsss....).



Maio mais longo em Florença


Maio é um mês tão agitado e cheio de novidades em Florença que começa em abril! Antes da "Notte Blu" (Noite Azul - leia mais aqui), uma noite com 27 horas de eventos ininterruptos que tem início no dia 8 de maio, haverá a Notte Bianca (Noite Branca).Com o tema "Insônia Criativa", o evento tem início às 19h dessa 6ª feira, 30 e vai até as 6h da manhã do dia seguinte. Diversas manifestações artísticas que vão do grafite luminoso (trabalhos feitos com lanternas e celofanes coloridos) ao teatro, passando por mostras e instalações, música, dança,...


Ler mais


http://giropelatoscana.blogspot.com/

XV Festa do Imigrante


Memorial do Imigrante
XV Festa do Imigrante
Dias 23 e 30 de Maio de 2010
 
O Memorial do Imigrante, instituição ligada à Secretaria de Estado da Cultura, realiza, nos dias 23 e 30 de maio, a XV Festa do Imigrante. O tradicional evento tem por objetivo divulgar as manifestações culturais dos povos imigrantes que chegaram a São Paulo a partir do fim do século XIX e ajudaram a construir a megalópole paulista e o estado de São Paulo.

Realizada nas dependências do Memorial do Imigrante, a festa resgata um pouco da história dos mais de 2,5 milhões de imigrantes que passaram pelo prédio da hospedaria.

Além das exposições permanentes e itinerantes, o visitante terá a oportunidade de conhecer e até voltar às origens com as apresentações de danças e músicas folclóricas e apreciar comidas típicas nas mais de 25 barracas montadas ao longo do Memorial. Para quem preferir levar para casa uma lembrança da terra de origem, também haverá Feira de Artesanato trazida pelas próprias comunidades de imigrantes. Ao todo, serão mais de 30 nacionalidades e etnias participantes.

Entre as várias apresentações, estarão no palco, montado no jardim do Memorial, grupos de imigrantes e descendentes búlgaros, portugueses, lituanos, russos, japoneses, italianos, irlandeses, libaneses, indianos, chineses, espanhóis, africanos e ucranianos, entre outros.

http://www.memorialdoimigrante.org.br/
imagem arquivo virtual

Lula está na lista dos mais influentes de 2010 da revista 'Time'

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva foi escolhido pela revista americana Time como um dos líderes mais influentes do mundo em 2010, fazendo parte de uma lista na qual figuram nomes como o do presidente americano, Barack Obama, e do diretor-gerente do Fundo Monetário Internacional, Dominique Strauss-Khan.
A Time escolheu as cem personalidades mundiais mais influentes em quatro áreas: líderes, heróis, artistas e pensadores. O nome do presidente brasileiro figura na lista de principais líderes que foi publicada no website da revista nesta quinta-feira.

A publicação traz um pequeno perfil de Lula feito pelo polêmico diretor de cinema Michael Moore, vencedor do Oscar de melhor documentário em 2003 por Tiros em Columbine.

No perfil, Moore afirma que quando Lula foi eleito, em 2002, “os barões usurpadores” do Brasil foram “checar os medidores de combustível de seus jatinhos”, temendo que tivesse chegado a “hora da vingança”.

Classificando o presidente como “um filho genuíno da classe trabalhadora da América Latina”, o texto afirma que o presidente teria entrado na política após ver sua primeira mulher morrer durante a gestação de um filho, porque “não podia pagar assistência médica decente”.

Ainda na opinião de Moore, o governo Lula, com programas como o Fome Zero e “planos para melhorar a educação”, está tentando levar o Brasil para o “primeiro mundo”, enquanto “os Estados Unidos se parecem mais com o terceiro mundo a cada dia”.

Aproveitando para alfinetar ainda mais os Estados Unidos, Moore diz ainda que o que Lula quer para o Brasil “é o que costumávamos chamar de American Dream (sonho americano)”.

“Nós, nos Estados Unidos, onde os 1% mais ricos têm mais riquezas do que os 95% mais pobres juntos, estamos vivendo em uma sociedade que está rapidamente ficando parecida com o Brasil”, diz.

http://www.bbc.co.uk/portuguese

Desemprego na Eurozona permanece em nível recorde

France Presse - A taxa de desemprego nos 16 países que integram a Eurozona permaneceu no nível recorde de 10% em março na comparação com o mês anterior, anunciou a agência europeia de estatísticas Eurostat. Quase 100.000 pessoas perderam o emprego durante março na zona euro.     O índice de 10% representa o maior nível desde a criação do euro em 1999 e equivale a 15,8 milhões de desempregados.        Mas as diferenças são colossais entre os países membros da Eurozona: a Espanha permanece com a maior taxa (19,1%), enquanto Holanda (4,1%), Áustria (4,9%) e Luxemburgo (5,6%) aparecem no outro extremo. 

Nesta sexta-feira, o Instituto Nacional de Estatística da Espanha anunciou que o índice de desemprego superou o nível simbólico de 20% no primeiro trimestre do ano, a 20,05%.

No conjunto dos 27 países que integram a União Europeia (UE), a taxa de desemprego também permaneceu estável na comparação com fevereiro, a 9,6%.

Evento antecipa o Ano da Itália no Brasil

São Paulo, Ansa - Líder na diversidade de construção de máquinas e implementos agrícolas no mundo, a indústria italiana se destaca no setor. Antecipando uma série de eventos que serão realizados em 2011 para comemorar o Ano da Itália no Brasil, a Itália participa da mais importante feira do agribusiness da América Latina, a Agrishow 2010, que termina hoje,  30 de abril, em Ribeirão Preto, informa o Instituto Italiano de Comércio Exterior (ICE).

Reconhecida mundialmente na área de componentes e acessórios de maquinário agrícola, o país vem reforçar suas atividades para o desenvolvimento econômico do setor no Brasil, importante mercado estratégico para a indústria italiana e porta de entrada para o Mercosul.

Segundo o Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, as exportações do agronegócio brasileiro renderam mais de US$ 6 bilhões em março 2010, um aumento de 25,5% em comparação com o mesmo mês do ano passado.

Numa iniciativa do ICE - entidade ligada ao Ministério do Desenvolvimento Econômico, que atua na promoção do intercâmbio comercial entre a Itália e o mundo, e a Unacoma (Associação Italiana dos Construtores de Máquinas Agrícolas), o Pavilhão Oficial da Itália ocupa posição de destaque na entrada principal do Parque de Exposições. Com área de 900 m², reúne 13 empresas produtoras de acessórios, equipamentos e peças de máquinas e implementos agrícolas, junto a uma catalogoteca com 15 fabricantes do setor.

O objetivo da participação coletiva italiana é atingir os fabricantes de maquinário para abastecer o mercado com peças, componentes e acessórios de reposição e firmar parcerias e joint-ventures no Brasil. "Buscamos fortalecer os acordos de cooperação entre os dois países. Na área de maquinários agrícolas, a Itália é reconhecida como líder mundial pela diversidade de ofertas de itens fabricados para todo tipo de terreno e cultivo", afirma Giovanni Sacchi, diretor do ICE no Brasil.

A Itália é um dos países mais abertos aos intercâmbios comerciais com o Brasil. "A competitividade dos produtos italianos depende cada vez mais da sua capacidade de aproximação e penetração em novos mercados com abordagem estruturada e alinhada com a indústria local e, principalmente, a capacidade de manter uma vantagem em termos de know-how, criatividade e tradição," explica Emilio Pelizzon, analista de negócios do ICE, em São Paulo.

A INDÚSTRIA ITALIANA DE MÁQUINAS AGRÍCOLAS - Metade dos fabricantes do setor, que inclui colhedeiras, ceifadeiras, tratores e outros equipamentos, está localizada na Região de Emilia Romagna, 70% concentrados nas províncias de Modena e Reggio, esta com o maior número de empresas (427), enquanto Modena agrupa 173 delas. Os principais mercados de exportações italianas são: França, Alemanha, Estados Unidos, Espanha, Reino Unido e Brasil.

A previsão da indústria italiana, para este ano, é de recuperação da economia, em relação ao ano anterior, voltando os investimentos em maquinários e componentes agrícolas, com foco nos chamados "novos desafios", que se referem às mudanças climáticas, energias renováveis, gestão da água e proteção da biodiversidade.

INTERCÂMBIO COMERCIAL BRASIL-ITÁLIA - A Itália ocupou, em 2009, o oitavo lugar entre os maiores parceiros comerciais do Brasil. Nas vendas brasileiras prevaleceram produtos básicos como sementes oleaginosas, café em grão, couro, minérios, pasta de celulose e carne bovina, mas itens com tecnologia e maior valor agregado, já começam a fazer parte da pauta de exportações.

Quanto às importações brasileiras, os principais produtos italianos foram: máquinas e equipamentos, veículos e tratores, equipamentos elétricos, produtos plásticos e produtos farmacêuticos.

Segundo dados do MDIC (Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior), em 2009, o Brasil exportou US$ 3,0 bilhões de dólares e importou U$ 3,7 bilhões da Itália, onde o comércio bilateral somou U$ 6,7 bilhões.

Empresas do Pavilhão Italiano: AMA, Arag, Comet, Co.Ri.Ma, Bertolini Idromeccanica, Nardi, Puli-sistem, Rima, Salvarani, Tecomec, Udor, Unigreen.

Os produtos em exposição nesta edição são: equipamentos eletrônicos voltados para agricultura, pulverizadores, bombas e motobombas agrícolas, componentes para irrigação, máquinas, caixas de engrenagem, peças e componentes para a fabricação de máquinas, entre outros.
 
http://www.italianos.it/

quinta-feira, 29 de abril de 2010

“Le Doppie” - Como saber quais consoantes são duplas?



Como descobrir quando uma palavra possui consoantes repetidas (as famosas “doppie” que tanto confundem brasileiros e outros imigrantes na Itália)?

Veja algumas normas muito úteis:

1. São quase sempre duplas as consoantes que se encontram entre duas vogais, tendo a primeira o acento fonético (tônico).

Exemplos: Anni, Bello, Brutto, Dialetto, Gomma, Leggere, Mamma, Paesello, Penne, Piccola, Straccio, etc.

2. Todos os sufixos aumentativos, pejorativos, diminutivos são duplos: -ello, -etto, -otto, -uccio, -azzo, etc.

Exemplos: Amuriccio, bambinello, camicetta, codazzo (coda grande), fazzoletto, grassotto, mantello, praticello, etc.

3. As consoantes que vêm depois de: A, CON, COL, RA, SU (SO), são sempre duplas.

Exemplos: Ammalato, abbreviare, collaterale, raggiungere, raggruppare, suddividere, sopportare, etc.

Observação: Fazem exceção os compostos com a “A” grega negativa:

Exemplos: Acefalo (sem cabeça), afono (sem voz), etc.

4. São sempre duplas as consoantes antecedidas por: CONTRA, DA, E, NE, FRA, O, SE, SOPRA, SOVRA.

Exemplos: contrattempo, dappoco, davvero, eccomi, eppure, neppure, frattempo, sebbene, sopraccarta, soprattutto, sovrannaturale, sovrabbondanza, etc.

5. Quando há uma assimilação teremos sempre consoantes duplas .

Exemplos: Fatto (do latim factum), dottore (de doctorem), otto (de octo), latte (de lactem), etc.

Alimentos Termogênicos ajudam a emagrecer


Metabolismo é a soma de processos químicos e físicos que ocorrem dentro de um organismo vivo.

Metabolismo lento, esta é a resposta para o meu aumento de peso. E nesta luta contra a balança, estou sempre em busca de uma solução até que li ou ouvi algo a repeito dos alimentos termogênicos.

Como o assunto é sério preferi usar as palavras de quem é experto no assunto, com uma delicada e atenta pesquisa aprendi muita coisa, confiram.

Alimentos termogênicos, conhecidos como queimadores de gordura são alimentos que requerem mais energia para serem processados e digeridos pelo corpo, levando assim a um aumento do gasto energético. Ou seja, pode ajudar o seu metabolismo a ficar mais rápido o que facilita a redução de peso e queima da gordura corporal.

Estes alimentos dispostos em uma dieta bem planejada poderão dar um empurrão na queima de gordura corporal e emagrecimento. É bom deixar claro que apenas adiciona-los a uma dieta errada não surtirá o efeito esperado, e consumir grande quantidade poderá trazer prejuízos para a saúde.

O importante é equilibrar as quantidades consumidas e fazer a combinação correta com outros alimentos. E vejam que a função de termogênico cabe até a uma simples água gelada, não sendo necessário se gastar fortunas para se ter estes benefícios.



Atrações de Milão: O Duomo

Muito embora Milão seja considerada uma metrópole que não possui là grandes atrativos turísticos, o que discordo, algumas atrações são no mínimo imperdíveis. O Duomo por exemplo, um colossal templo religioso em mármore de candoglia erguido em homenagem à “Santa Maria Nascente”, exerce sobre mim um fascínio quase que irresistível, tanto que uma das primeiras coisas que fiz ao retornar do Brasil para a Itália, foi visita-lo, impreterivelmente.


Foto histórica do Duomo, ano 1870

O Duomo, quarta maior catedral da europa, é ponto de encontro de milhares de pessoas que por ali transitam. Esta estratégicamente localizado no coração pulsante de Milão e ostenta uma arquitetura gótica de influência francesa que tira o fôlego de qualquer ser mortal e imortal inclusive. Impossível não se render ao seu encanto, inevitável passar por ele e não segurar os passos no intuito de apreciar a sua fachada composta por milhares de estátuas e desenhos em mármore que nos remetem à reflexão. Sempre que isso acontece, encontro um detalhe novo, uma figura inusitada, uma mensagem criptografada dos mestres escultores de séculos que se passaram e que não voltam mais. Ah! No ponto mais alto do Duomo, encontra-se a Madonnina, uma estátua da Madonna de Milão, com seus 4 metros de altura (já ouvi dizer, inclusive, que esta estátua é de ouro).


Duomo de Milão by Jean Ponchiroli


Continuar lendo o artigo


http://tempolibero2009.wordpress.com/

Primavera na Italia: A paisagem se transforma completamente em flores


Estamos em plena primavera aqui na Itália. Diferentemente do Brasil, onde as quatro estações estão mescladas em basicamente duas, graças ao nosso clima tropical, aqui é visivelmente diferente.

As quatro estações são cronologicamente definidas. Para se ter uma idéia, há pouco mais de um mês, caiam os últimos flocos de neve na paisagem cinzenta, enquanto que hoje a Itália se transforma num imenso tapete verde, salpicado de flores - e sorrisos - por todos os lados. As pessoas invadem parques, ficam mais felizes, demonstram alegria.

Fomos às ruas de Milão para fazer algumas fotografias que pudessem demonstrar em imagens o que escrevemos aqui. Parques, flores, frutos, contato com a natureza, um convite inevitável à contemplação do belo. Assim é a primavera na bela Itália!

Fotos: Jean Ponchiroli

Primavera

http://www.blogbelavida.com.br/

As Luas de Pompéia: visitas noturnas nas ruínas


Será possível reservar pela web, a partir do dia 27 de abril, as visitas noturnas nas escavações arqueológicas que fazem parte o programa As luas de Pompéia. A emocionante oportunidade, que imaginamos seja muito intrigante para todos os turistas, poderão ser realizadas no período de maio - outubro 2010.

O passeio começa na necrópole de Porta Nocera, continua com a visita à Casa do Jardim de Hércules, também conhecida como Casa do Perfumador, continua pela rua da Abundância, para nas casas de Loreio Tiburtino, de Vênus em Conchiglia e de Giulia Felice e acaba no Anfiteatro com lindos jogos de luz. Sete grandes luas luminosas marcam o caminho e as paradas, criando um clima de sonho: a Lua da Morte, a Lua do Sucesso, a Lua Mítica, a Lua da Vida, a Lua que não existe, a Lua Ilegal e a Lua que se Diverte, serão os temas guias que narram a história, a mitologia e os segredos de Pompéia.

As visitas tem duração de 70 minutos (é bom estar vestindo roupas confortáveis e tênis), e começam uma hora após o pôr-do-sol. Um ótimo momento do dia, sobretudo no verão, para descobrir as antigas ruas e as atrações da cidade sem sofrer muito com o calor. O ingresso para as Luas de Pompéia custa 20 euros por pessoa. Para Preços especiais para as famílias: 2 adultos + 2 jovens até 16 anos pagam 40 euros no total.

Foto Giulio Menna

http://www.blogbelavida.com.br/

Curiosidades da Itália: Um a cada dois italianos usam a máquina self-service de café


Está comprovado. Uma pesquisa italiana encomendada pela “Venditalia“, feira da distribuição automática que inicia hoje em Milão, revela que um a cada dois italianos, usam a maquina self-service de café e outros produtos como brioches, doces, refrigerantes e água.

Aqui na Itália, o momento de pausa no trabalho, significa “andare alla machinetta” (andar à máquina). Segundo a mesma pesquisa, 26 milhões de italianos confessam usá-la pelo menos uma vez por dia, no mínimo.

A curiosidade? Aqui na Itália, o funcionário, através dessas máquinas de distribuição automática, paga pelo café, pelo biscoito e inclusive pela água que consumir. Já no Brasil, o funcionário ainda encontra o que beber e comer, gratuitamente na copa das empresas, pelo menos na sua grande maioria, não é verdade?

Orquestra Sinfônica da USP abre temporada lírica do Theatro São Pedro em SP com Tosca



A Orquestra Sinfônica da USP e o Coral Lírico Cia. Ópera de São Paulo abrem a temporada lírica 2010 do Theatro São Pedro comTosca, ópera em três atos, de Giacomo Puccini.

O espetáculo tem direção musical e regência de Ligia Amadio e direção cênica de Fernando Bicudo. As apresentações ocorrerão nos dias 2 e 8 de maio às 17 horas, e nos dias 4 e 6 de maio às 20h30.


Ler mais

http://www.radioitaliana.com.br/

Imprensa italiana destaca "muro" de Mourinho

Roma, 29 abr (EFE).- A imprensa italiana destacou o "muro" construído por José Mourinho e a forma da Inter de Milão de jogar "com o coração", contra o Barcelona, foram os destaques da imprensa italiana, após a classificação para a decisão da Liga dos Campeões.

Principais tendências em óculos para mulheres

Roma, Ansa - Os óculos de sol para mulheres se dividem nesta temporada europeia em três tendências dominantes, muito além das marcas de moda. São os estilos vintage, burlesque e romântico, segundo especialistas da área.

Quando se trata de citar as principais grifes, se destacam desenhos "especiais", como os criados para Madonna por Dolce & Gabbana, ou os "gold" da alemã Mikyta, em formato de gotas gigantes, usados por Sarah Jessica Parker no novo seriado Sex and the city 2.
 

Casa do Imigrante Nono Afonso como patrimônio cultural do RS

Marco César e deputado

Em visita ao município de Ibiraiaras, na última  sexta-feira, o deputado Luciano Azevedo (PPS) esteve na Casa do Imigrante Italiano Nonno Afonso e sugeriu que o local passe a integrar o patrimônio cultural do Estado. Acompanhado do presidente municipal do PPS, Marco César Souza, o deputado conheceu os três andares da casa, que incluem fotografias, móveis e objetos dos imigrantes que colonizaram a região. “A Casa do Imigrante traz um retrato fiel da tradição italiana e conta a história das famílias que escolheram a região para construir suas vidas”, destacou o deputado.

Luciano aproveitou a visita ao município para reforçar o compromisso de seguir engajado na mobilização regional em favor das obras na RS-470, entre Ibiraiaras e Nova Prata. O deputado ressaltou que ter a estrada em boas condições é fundamental para o desenvolvimento da região.



Inaugurada em 25 de junho de 2004, abriga móveis, maquinários e objetos antigos, doados pelos moradores do município, tornando-se um símbolo da cultura dos imigrantes italianos nesta localidade.

São 404 peças que vão desde uma simples marmeleira até uma trilhadeira dos anos de 1944.

A casa do Imigrante Nono Afonso está aberta a visitas, gratuitamente, de segunda a sexta-feira das 8:00 às 11:30 h e 13:30 às 17:30 horas.

http://www.al.rs.gov.br/
http://www.pmibiraiaras.com.br/

quarta-feira, 28 de abril de 2010

Inter eroica È in finale!


(clique para ler a notícia)

Inter de Milão só deixa passar um gol e vai à final da Liga


De forma heroica, o Inter de Milão segurou a badalada equipe do Barcelona e, apesar da derrota por 1 a 0, classificou-se nesta quarta-feira para a final da Liga dos Campeões. Jogando em casa, no Camp Nou, o time catalão teve um homem a mais desde os 28 minutos do primeiro tempo (Thiago Motta foi expulso), mas não conseguiu o placar de 2 a 0 de que precisava para se classificar. Piqué fez o gol único do jogo, insuficiente para que o atual campeão se credenciasse para tentar o bi.

Na decisão, o Inter de Milão, que vencera o jogo de ida por 3 a 1, vai enfrentar o Bayern de Munique. A final acontece no dia 22 de maio, no estádio Santiago Bernabéu, em Madri. É a primeira vez desde 1972 que o Inter chega à final do principal torneio interclubes do Velho Continente. Na ocasião, o time italiano perdeu para o Ajax. O último título interista na competição foi em 1965.

Os dois treinadores surpreenderam nas escalações. Guardiola preferiu improvisar Keita na lateral esquerda e deixar Maxwell no banco de reservas. Já Mourinho preteriu Pandev para lançar Chivu aberto pela esquerda, mais avançado. Pelo lado do Inter, Julio César, Maicon, Lúcio e Thiago Motta foram os brasileiros titulares. Daniel Alves começou jogando pelo Barça.

Com a vantagem de poder até perder por um gol, o Inter entrou nitidamente com uma proposta defensiva. Os dois laterais, Maicon e Zanetti, nada apoiaram durante a primeira etapa, na qual o time italiano não deu sequer um chute a gol.

O Barcelona terminou o primeiro tempo com 77% de posse de bola, mas não conseguiu criar grandes chances de gol. Julio César, de fato, só foi obrigado a fazer uma (grande) defesa, em chute de Messi, da entrada da área. No mais, a pontaria dos atacantes do time catalão não esteve boa.

Um lance em especial foi determinante para o andamento do jogo. Aos 28 minutos, Thiago Motta, perseguido por Sergio Busquets, jogou a mão para trás e acertou o pescoço do espanhol. A arbitragem expulsou o brasileiro, que ficou inconformado. Thiago, que é ex-jogador do Barça, chegou a dar um pescoção em Busquets ao sair de campo, alegando que o rival simulara ter sido atingido. Os jogadores dos dois times contiveram o volante, que deixou o campo irritadíssimo. Na área-técnica, o treinador Mourinho aplaudiu ironicamente a arbitragem.

Apesar de jogar com um a menos, o Inter não se desesperou. O time terminou o primeiro tempo mantendo sua proposta e não levou gols. Na volta para a etapa final, Guardiola sacou o zagueiro Milito e lançou o lateral Maxwell. Desta forma, ele recompôs a defesa recuando Touré e trouxe Keita para o meio. A ideia era reforçar o ataque pelas laterais.

Como não conseguiu oferecer perigo ao gol do Inter, Guardiola mandou sangue novo a campo aos 18 minutos. De uma vez só, o treinador lançou dois jovens: Bojan, atacante, entrou no lugar de Ibrahimovic, enquanto o meia ofensivo Jeffren substituiu o volante Busquets. Nada adiantou.

Messi, completamente sumido na etapa final, não tirou coelhos da cartola. O Barcelona, sensação da temporada passada, só conseguiu furar o bloqueio interista aos 38 minutos. Xavi deu passe com açúcar para o zagueiro Piqué, que com um giro de corpo tirou Cordoba e Julio César da jogada e mandou para a rede.

Com a torcida inflamada, o Barça foi para cima em busca do gol da classificação. Julio César teve dificuldade para defender um chute de fora da área, mas a zaga aliviou o rebote. No fim, alívio e festa para a equipe italiana dentro do Camp Nou.

http://globoesporte.globo.com/Esportes/Noticias/Futebol/liga_dos_campeoes/

Inaugurazione dei libri in lingua urdu alla biblioteca Penazzato


Giovedì 29 aprile alle ore 18.30, in occasione della Giornata mondiale del Libro e del Diritto d’autore e in seguito alla riapertura della Biblioteca Penazzato, via Penazzato, 112, si inaugura la sezione di libri in lingua urdu presso la biblioteca, dedicata ai cittadini di lingua urdu, adulti e ragazzi e a tutti gli interessati. I lettori potranno trovare libri di narrativa, classici e contemporanei, oltre a vari saggi. I libri potranno essere presi in prestito gratuitamente tramite una semplice iscrizione in biblioteca. Intervengono: Francesco Antonelli, Presidente delle Biblioteche di Roma, Gianmarco Palmieri, Presidente del VI Municipio, Rappresentante dell’Ambasciata del Pakistan, Ejaz Ahmad, giornalista e mediatore culturale, membro della Consulta islamica presso il Ministero dell'Interno.

http://www.romamultietnica.it/

Jornada de mobilização contra exploração de menores

As máximas autoridades italianas aderiram ao 14º Dia das crianças vítimas de violência, exploração, indiferença e contra a pedofilia, convocada neste domingo (25) pela Associação Meter, fundada pelo padre Fortunato di Noto , que desde meados dos anos 90 se dedica à luta contra a exploração sexual de menores.

O presidente da República italiana, Giorgio Napolitano, em uma mensagem de apoio, disse que esta iniciativa "volta a promover a conscientização dos indivíduos e de toda a comunidade ao valor universal da intangibilidade dos menores e ao imperativo ético da sua tutela".

"O direito das crianças a uma infância tranquila, amorosa e com a atenção e cuidados dos adultos, mesmo antes de ser sancionado por leis e convenções internacionais, é um imperativo moral que exige que todos nós assumamos nossas responsabilidades", disse por sua vez o presidente do Senado, Renato Schifani, em uma mensagem à Associação Meter.

Já o presidente da Câmara dos Deputados, Gianfranco Fini, afirmou que "ultrajar profundamente a sensibilidade das crianças menores é um ato que humilha toda a humanidade".
imagem arquivo virtual

Villa Adriana. Uma história que nunca acabou: uma mostra para comemorar as decorações da cidade imperial

O imperador Adriano residia em uma suntuosa casa maior que Pompéia nos pés das colinas Tiburtini, a Villa Adriana, o mais importante e sofisticado monumento da cultura greco-romana que serviu e serve de inspiração artística para as gerações posteriores, e que deveria ser preservado de desmoronamentos. Construída pelo imperador arquiteto a partir de 117 d.C., experimentando os ideais estéticos e arquitetônicos inspirados no mundo helênico e oriental, esta mostra de cidade ideal fruto da habilidade de construção e do gosto dos romanos, acabou hospedando uma quantidade considerável de esculturas, que depois se dispersaram pelos museus italianos e de outros países.

Esculturas preciosas como o famoso Fauno em mármore vermelho de 1736 e que se tornou peça do Museu Capitolino depois da restauração de Bianchi e Cavaceppi, que a partir de novembro de 2010 voltam para reviver a antiga e elegante moradia em virtude da mostra Villa Adriana, una storia mai finita (Vila Adriana, uma história que nunca acabou).


terça-feira, 27 de abril de 2010

Festas italianas: na Úmbria, de 7 até 9 de maio, a festa da leitoa


No final de semana de 7-9 de maio para quem estiver conhecendo a região da Úmbria, acontece a festa da leitoa em Gualdo Cattaneo, entre Foligno e Todi.
Nestes três dias na cidade de San Terenziano acontece esta festa gastronômica: PorchettiAmo. A leitoa é assada de uma forma típica e depois é fatiada e colocada no pão, como mostra a foto. E claro, para um melhor aproveitamento do prato um bom vinho: então a Enoteca della Strada del Sagrantino e Fermento Birra estarão presentes na festa para matar a sede.

No programa (em italiano) do evento PorchettiAmo, destacamos o passeio com lanche “Porchetta e vino sull’erba” (leitoa e vinho na grama), pelas trilhas em torno de San Terenziano, descobrindo os castelos medievais.

Exposição de Orquídeas de 30 de abril a 2 de maio



Em sua 22ª edição, a mostra Orquídeas no Jardim destaca as orquídeas da Ilha Grande. A exibição dessas plantas é resultado do projeto “Levantamento das Orquídeas da Ilha Grande”, desenvolvido desde 2009 por sócios da OrquidaRio Orquidófilos Associados em parceria com o Inea/PEIG e sob o patrocínio da San Diego County Orchid Society. Também estarão em exposição dezenas de outras espécies de orquídeas de colecionadores de diferentes estados brasileiros, totalizando quase cinco mil flores.

A programação traz ainda teatro infantil, palestras, um curso e uma oficina de cultivo. Além disso, os orquidários que participam da mostra montarão os já tradicionais stands de vendas de plantas. A exposição é realizada por Antonio Bernardo, patrocinador do Orquidário, e pelo Jardim Botânico do Rio de Janeiro, e organizada pela OrquidaRio.
A exposição estará aberta à visitação de 30 de abril a 2 de maio, das 8h às 17h. O ingresso para o Jardim Botânico custa R$ 5,00, com entrada franca para crianças até 7 anos e portadores de necessidades especiais (com direito a um acompanhante). Maiores de 60 anos residentes no Brasil ou em outros países que fazem parte do Mercosul pagam meia.

Acessos pelos portões da Rua Jardim Botânico, 920 e 1008 e pela Rua Pacheco Leão, 100.

segunda-feira, 26 de abril de 2010

Desemprego deve registrar níveis históricos

O desemprego na industria italiana deve alcançar "os níveis máximos dos últimos 50 anos", segundo um informe divulgado no último dia 24  em Bolonha pela sociedade de assessoria e pesquisa econômica e financeira Prometeia.

A taxa de desemprego no setor pode chegar a 11%, diante dos 7,8% em 2009, destaca o documento.

Segundo o informe, o Produto Interno Bruto (PIB) da Itália deve registrar um crescimento de 0,8% para o ano de 2009, para se consolidar em 2010 em 1%. Nos próximos quatro anos o crescimento deve ser de 1,3% em média por ano com uma contribuição positiva do saldo externo.

As previsões explicitadas no documento destacam que a retomada da economia italiana está intimamente ligada com a reação da industria que por sua vez, está condicionada a reestruturação do setor realizada em 2000.

A Prometeia acredita que exista espaço para que seja retomada a reestruturação realizada de varias formas em 2000, mas destaca que isto "não poderá acontecer da mesma forma que na época, com um sacrifício modesto do emprego: tendo que recomeçar de um nível de produção inferior a 20% em relação ao período pré-crise, as empresas nos próximos anos podem recuperar a competitividade nos mercados aumentando os custos e entre eles os custos do trabalho".

A modernização salarial permitirá manter, e em alguns setores até ganhar, posições nos mercados internacionais, reforçando a industria italiana. O sinal macroeconômico deste reforço "será uma contribuição positiva que as exportações darão ao PIB depois de 15 anos de contribuições negativas", se lê no documento.

Após dez anos a Itália poderá recuperar a competitividade através de uma deflação dos custos internos, mas o ônus em curto prazo será pago "com um menor crescimento da demanda interna ao ponto que em 2014 seremos o único entre os grandes países europeus a não ter recuperado os níveis pré-crise", conclui o relatório.(ANSA)
 

NavigaMI: O Salão Náutico de Milão

Por três dias Milão torna-se capital da náutica. De sexta-feira, dia 30 à domingo dia 2 de maio, torna à cidade a mostra NavigaMI, o novo Salão Náutico de Milão. Ao longo do Naviglio Grande, existirão 40 stands, 50 barcos atracados e com a possibilidade de fazer uma “test drive” na água.

No local terá também um curso para quem tem interesse em fazer a carta náutica de habilitação. A exposição é realizada por intermédio das sociedades Navigli Lombardi e Yacht & Sail – Rizzoli Publishing Italia, com o patrocínio da Associação das Atividades Produtivas da prefeitura de Milão e da União Confcommercio.

Para mais detalhes sobre a mostra, acesse o site do NavigaMI..

Foto: Flickr
http://www.blogbelavida.com.br/

Explorando as cidades da Itália à bordo dos famosos bondes elétricos



Essa é uma dica para quem vem à Itália pela primeira vez e para quem até mesmo mora por aqui, e porque não? A dica é, ande de bonde! Aqui na Itália, o bonde chama-se “TRAM”, cujo nome deriva do inglês “Tramcar”.

Considerado uma alternativa de transporte ecologicamente correta, em Milão, por exemplo, por seus trilhos pode-se percorrer a cidade de norte a sul, leste a oeste e gastando relativamente pouco. O sistema é administrado pela empresa ATM e o bilhete que custa € 1,00 é valido pelo período de 75 minutos, sem limite de viagens.

Os “tram’s” fazem parte do sistema de transporte coletivo e estão presentes em algumas cidades italianas, geralmente nas maiores. Em relação aos metrôs, possuem uma grande e encantadora vantagem que é permitir aos passageiros contemplarem as paisagens da cidade, as ruas, os monumentos e as pessoas, mesmo que se gaste um pouco mais de tempo, e que mal tem? Esta dada a dica, ande de “tram” e… curta a paisagem!

Foto: Jean Ponchiroli

Indústria do Mármore de Carrara, um dos símbolos italianos de luxo, é afetada pela crise

A indústria de transformação do mármore em Carrara, um dos símbolos italianos de luxo, foi duramente afetada pela crise mundial e pela competição de países como Brasil e China, o que tem forçado vários artesãos a fecharem suas lojas.

"A transformação do mármore e outros materiais, como o granito, vive uma crise gravíssima. O desemprego aumenta e as indústrias vinculadas, como a de transporte marítimo, fraquejam", contou Marco Tonelli, um dos dirigentes da prefeitura de Carrara, a célebre cidade da Toscana (centro), famosa pelo magnífico mármore branco extraído em suas proximidades.

Para Roberto D'Amico, dono de um famoso ateliê nos arredores de Carrara, aberto há 45 anos por seu pai, a concorrência está prejudicando a indústria italiana.

"A China, mas também a Índia e o Brasil têm investido no próprio setor e podem elaborar o mármore e o granito localmente ao invés de enviá-lo como antes a Carrara", assegurou.

Assim, o glorioso passado industrial de Carrara está desmoronando.

"Há 20 ou 30 anos, a transformação mundial se concentrava em Carrara. Hoje em dia não é mais assim", admitiu, após reforçar que teve que reduzir seu próprio pessoal de 18 para 13 operários nos últimos dez anos.

Segundo números da confederação de artesãos, a exportação de produtos de mármore finalizados em 2009 caiu 16% e a do granito, 27%, com relação ao volume de negócios em 2008.

Os sindicatos calculam em dois mil os postos de trabalho perdidos desde que a crise explodiu.O Brasil, maior produtor mundial de granito, tem sucesso graças ao desenvolvimento de sua capacidade de elaborar o próprio material, o que lhe permite manter preços e conter o custo das exportações aos Estados Unidos, uma vez que o produto não precisa mais passar pela Itália.

"Temos que exportar nossos conhecimentos, nosso estilo", sustentou D'Amico, que considera chave para o futuro da indústria do mármore italiano a valorização da refinada capacidade de seus artesãos, sua atenção ao detalhe, seu gosto e amor pelo material com suas listras irregulares e de cores variados.

"Ainda talham e lavram a mão" mesmo que o produto seja industrial, destacou.Diante da crise, a saída da Itália foi desenvolver a própria crtiatividade, sutentou Alberto Devoti, proprietário de dois ateliers, um de transformação industrial e outro artístico.

"Não me importa que os chineses me copiem porque eu proponho sempre algo novo e, assim, obrigo os outros a me copiarem", garantiu Devoti, cujas elegantes escadas, banheiras, pedestais e pisos em mármore estiveram expostos na última edição do Salão do Mármore de Milão.

Computadores, máquinas imponentes que talham o mármore com jatos d'água em alta pressão, laser: a tecnologia reina nos ateliês de Carrara.

"Mas é o homem que faz a diferença", afirmou Devoti.

Para conseguir a finalização de uma simples coluna de mármore, duas pessoas levaram duas semanas usando escalpelo e lixa, sem falar no tempo necessário para obter uma impecável chaminé de mármore branco lavrada em estilo antigo.     A família Devoti, formada por três irmãos e filhos, que revestiu a mesquita de Omã, lançou este ano o mármore "ondulado", inspirado nos quadros do holandês Piet Mondrian.

"É simples, conseguimos graças à espessura do mármore, o que reduzimos. O que sobra, reciclamos. É que o mármore é como o porco, nada se desperdiça", confessou, brincando.

A criatividade italiana precisa também do apoio do mundo político, ao qual solicita promoção, investimentos em pesquisa e hamornização de objetivos, segundo Devoti.    "São pequenos, estão divididos e têm que unir esforços porque não souberam administrar ter perdido o quase monopólio do qual gozavam para a transformação do mármol e o granito", reconheceu Tonelli.

http://www.radioitaliana.com.br/
imagem arquivo virtual

Autoridades italianas celebram o 65º aniversário do fim do facismo

Roma, Ansa - Autoridades políticas italianas comemoraram ontem a Festa da Libertação, com o 65º aniversário do fim do fascismo e da queda definitiva do ditador Benito Mussolini (1883-1945), no final da Segunda Guerra Mundial (1939-1945).

"O desafio é agora. É necessário escrever juntos uma nova página partilhada da história da nossa democracia e da nossa Itália", declarou o premier Silvio Berlusconi, em uma mensagem televisiva.

O presidente Giorgio Napolitano rendeu homenagem ao Soldado Desconhecido, monumento que contém os restos mortais de um militar cuja identidade nunca foi descoberta, morto durante o conflito.

O 25 de Abril foi a culminação "da reafirmação da renovada identidade italiana e da reunificação do país, na conclusão de uma dramática ruptura da Itália em duas", afirmou Napolitano, recordando a unificação italiana, processo iniciado no século XIX.

O mandatário lembrou do papel das Forças Armadas, atribuindo a elas uma "contribuição decisiva" na busca da paz e da justiça, e declarando que atualmente "compartilham do legado da Resistência".

O ministro da Defesa, Ignazio La Russa, enviou uma mensagem aos militares do país apontando que, após a guerra, a população "soube superar a adversidade, os sacrifícios, os gravíssimos lutos, e readquirir a independência, a unidade e a dignidade para construir a Itália republicana de hoje".

"É cada vez mais viva a decisiva consciência da parte dos italianos de poder contar com Forças Armadas modernas e eficazes, que aumentam o prestígio do país no exterior. Hoje as tropas italianas honram a bandeira tricolor em terras longínquas, operando em missões internacionais pela construção e a defesa da paz", acrescentou.

Em paralelo às comemorações que celebram a Festa da Libertação, a polícia apreendeu em Roma quatro mil folhetos que traziam a foto de Mussolini, conhecido como Duce, e a frase "25 de abril: uma ideia está fadada ao fracasso quando não se encontra ninguém capaz de defendê-la", de autoria do ex-ditador.

Dezessete pessoas foram denunciadas e encaminhadas às autoridades judiciárias por apologia ao fascismo. Um dos detidos era um militante do partido "Força Nova".
 
http://www.italianos.it/
imagem arquivo virtual

Imigração e Poder: a palavra oficial sobre os imigrantes italianos no Rio Grande do Sul

Imigração e Poder: a palavra oficial sobre os imigrantes italianos no Rio Grande do Sul (1875-1914) é a mais recente publicação da Editora da Universidade de Caxias do Sul - UCS. De autoria da professora do Centro de Ciências Humanas, Luiza Horn Iotti, a obra foi lançada na última semana, em evento no auditório do Bloco H da Cidade Universitária. Na ocasião, a autora participou de uma palestra com as pesquisadoras em imigração italiana, Núncia Maria Santoro de Constantino (PUCRS) e Cleodes Piazza Júlio Ribeiro (Instituto Vêneto).

O livro busca analisar o pensamento e a ação dos representantes do poder italiano e brasileiro em relação à imigração e aos imigrantes, tendo como fonte a documentação oficial, produzida pelas autoridades dos dois países, ou seja, os relatórios dos cônsules italianos, dos diretores das Comissões de Terra, dos presidentes da Província de São Pedro do Rio Grande do Sul, do ministros da Agricultura, a legislação da época, os debates parlamentares, entre outros
O evento de lançamento integrou as atividades em comemoração aos 50 anos do curso de História da UCS. A programação alusiva ao cinquentenário do curso se estenderá ao longo do ano com seminários, colóquios, painéis, mostras e exposições.

Redação revista eletrônica Oriundi
http://www.oriundi.net/

domingo, 25 de abril de 2010

Convite coquetel: Venha para a Lombardia

Italcam

Almoço de Domingo: Spaghetti alla puttanesca

Rendimento: 2 porções

Ingredientes:

200 gr de spaghetti
300 gr tomate pelado picado
2 alices (aliche, acciughe, anchovas) ao oleo
70 gr de azeitonas pretas sem caroço
1 dente de alho
Alcaparras
Salsinha
Azeite extra vergem d’oliva
Sal e pimenta
Preparo:
Dourar em um pouco de azeite as alcaparras, os alices e o alho; junte os tomates, as azeitonas, sal e pimenta (o alice e as   azeitonas ja tem sal, portanto prove antes de salgar) e deixe  cozinhar por 20 minutos; cozinhe o spaghetti “al dente”e m bastante agua   salgada e jogue neste molho, misture bem, coloque nos pratos   com uma polvilhada de salsinha picada por cima.

Se quise r saber um pouco da origem deste delicioso prato da cozinha italiana clique aqui.

Vinho aconselhado: um vinho tinto suave, de medio tanino Sangiovese Colli di Rimini

..e buon appetito!
Meire

http://meiroca.com/

Pela primeira vez na Itália, The Museum of Everything



Uma mostra muito especial. Pela primeira vez na Itália, chega na Pinacoteca Giovanni e Marella Agnelli de Turim, The Museum of Everything. Mais de 200 obras entre pinturas, desenhos, esculturas, objetos, instalações e livros de artistas não tradicionais do século XX.

Místicos, autodidatas, artistas obsessivos e visionários, assim como artistas e artesãos com necessidades especiais. Em exposição, dentre outras, as obras sobre papel de Henry Darger, os livros do artista americano surdo James Castle, as esculturas em cerâmica do indiano Nek Chand.

A mostra estará aberta até dia 29 de agosto e para mais informações, acesse o site da Pinacoteca Giovani e Marella Agnelli.

Fotos: Pinacoteca Giovani e Marella Agnelli.

http://www.blogbelavida.com.br/

Napolitano celebra il 25 aprile Da Berlusconi appello all'unità

Il capo dello Stato all'Altare della  Patria. Ieri il discorso alla Scala.   Il premier: «La sfida è adesso»

Roma - Ieri la cerimonia alla Scala di Milano, con l’esaltazione del 25 aprile come «festa della riunificazione d’Italia», anniversario da rafforzare per creare un «nuovo clima» nel Paese, superando le contrapposizioni. Oggi il presidente della Repubblica, Giorgio Napolitano, ha reso omaggio al Milite Ignoto, deponendo una corona d’alloro all’Altare della Patria, in occasione delle celebrazioni del 25 aprile. Per il sessantacinquesimo anniversario della liberazione d’Italia all’Altare della Patria, assieme al capo dello Stato, sono presenti, in rappresentanza del Senato la vicepresidente Rosi Mauro; in rappresentanza della Camera, il presidente Gianfranco Fini; del Governo il ministro della Difesa Ignazio La Russa ed il presidente della Corte Costituzionale, Francesco Amirante. Presenti anche il sindaco di Roma, Gianni Alemanno, la presidente della Regione Lazio, Renata Polverini, il presidente della Provincia di Roma, Nicola Zingaretti ed il prefetto della capitale, Giuseppe Pecoraro.

L’unità nazionale come «punto di forza e leva essenziale» attorno alla quale costruire un «grande sforzo collettivo, una comune assunzione di responsabilità» per uscire dalla «spirale di contrapposizioni indiscriminate che blocca il riconoscimento di temi e impegni di più alto interesse nazionale». È il richiamo che Giorgio Napolitano ha lanciato in occasione delle celebrazioni del 65mo anniversario della Liberazione, alla Scala. In platea ad ascoltarlo il presidente del Consiglio, Silvio Berlusconi, oltre ai vice presidenti di Camera e Senato, Vannino Chiti e Rosy Bindi, il sindaco di Milano, Letizia Moratti, il presidente della regione Lombardia, Roberto Formigoni e l’ex segretario del Pd, Piero Fassino. «Questa esigenza - ha ammonito - non può essere respinta, quello sforzo non può essere rifiutato, come se si trattasse di rimuovere ogni conflitto sociale e politico, di mortificare una naturale dialettica, in particolare, tra forze di maggioranza e d’opposizione». Quella che ha in mente il capo dello Stato è «un’unità nazionale che non contrasta, ma si consolida e arricchisce con il pieno riconoscimento e la concreta promozione delle autonomie». Principio sancito - ha ricordato - nella Costituzione che ha istituito «quelle autonomie regionali e locali di cui si sta rinnovando e accrescendo il ruolo secondo un’ispirazione federalista». A questo proposito, Napolitano ha riservato qualche stoccata a chi, con battute o dichiarazioni estemporanee, a volte sembra mettere in discussione l’unità del Paese. «Mi si permetta, credo, di ignorare qualche battuta sgangherata che, qua e là, si legge sulla ricorrenza» dei 150 anni dell’unità d’Italia, ha affermato. L’ unità del Paese - ha proseguito - «rappresenta oggi, guardando al futuro, una conquista e un ancoraggio irrinunciabile: non può formare oggetto di irrisione, nè considerarsi un mito obsoleto, un residuo del passato».

L’incipit del lungo intervento è stato tutto dedicato a Sandro Pertini. E Napolitano ha avuto momenti di commozione mentre ricordava colui che è stato uno dei suoi predecessori. Un «combattente instancabile», è stato un «onore per l’Italia, un onore per la Repubblica» averlo tra i suoi presidenti, ha commentato, lamentando la mancanza di un memoriale dedicato a Pertini, che pure «è stato presidente amato e popolare». Napolitano ha poi citato un frammenti di brani scritti da Benedetto Croce, filosofo liberale e pensatore non proprio vicino alla sinistra, e, in particolare, il suo richiamo all’«amore per la patria». Tra le citazioni ha trovato spazio anche un richiamo al discorso - definito «impegnativo» - pronunciato da Silvio Berlusconi il 25 aprile scorso a Onna. Il presidente del Consiglio - ha commentato Napolitano - ricordò «con rispetto ’tutti i cadutì senza che ’questo significhi neutralità e indifferenza». Infine, sul significato della resistenza è stato netto: «Personalmente ho più volte ribadito come non ci si debba chiudere in rappresentazioni idilliache e mitiche della Resistenza e in particolare del movimento partigiano».

E intanto oggi il presidente del Consiglio Silvio Berlusconi ha lanciato un nuovo appello all'unità nazionale: «La sfida è ora. Bisogna scrivere insieme una nuova pagina condivisa della storia della nostra democrazia e della nostra Italia».

http://www.lastampa.it/

Festa della Liberazione

Il 10 luglio 1943 gli Alleati sbarcavano in Sicilia al comando del generale George Patton.   Era l’inizio della liberazione d’Italia, come disse il generale Eisenhower, per “ristorare l’Italia come nazione libera”.


Tutto cominciò con la presa di Pantelleria, poi, nell’arco di un mese, le forze anglo-americane liberarono l’intera isola, giungendo a Messina il 17 agosto.

Il 3 settembre l’ottava armata inglese di Montgomery sbarcava in Calabria, sei giorni dopo gli americani al comando del generale Clark prendevano terra a Salerno.

Il 1° ottobre Napoli viene liberata, ma la linea Gustav, all’altezza di Montecassino, blocca l’avanzata alleata fino alla primavera del ‘44.

A giugno l’avanzata alleata libera Roma, ma è ancora arrestata dal secondo poderoso baluardo difensivo tedesco, la linea Gotica.

Solo nella primavera del ‘45 la linea cade, la Toscana è libera e le truppe alleate irrompono nel Nord Italia.

Il 21 aprile le truppe del generale Alexander entrano a Bologna, nei giorni successivi gli Alleati raggiungono Milano, Genova, Venezia.

E trovano le città già liberate dalle truppe partigiane del Comitato di Liberazione Nazionale.

Nelle città la popolazione insorge contro le truppe d’occupazione nazista e contro i fiancheggiatori fascisti.

I tedeschi sono in rotta verso i valichi alpini e a Dongo, sul lago di Como, Mussolini viene catturato dai partigiani.

Una ventina di righe servono solo a ricordare la cronaca della Campagna d’Italia, ma non rendono conto delle sofferenze e dei dolori patiti in quegli anni dalla popolazione civile.

Il 25 aprile è la Festa della Liberazione: ricordiamoci che uomini e donne di tutte le età sono morti allora, per garantirci i diritti democratici dei quali oggi godiamo.

sábado, 24 de abril de 2010

A arte e a escrita

A Itália é pura arte. Até onde seus olhos alcançam você vê obras de arte de infinitas 'formas': janelas cheias de arabescos, portas que parecem caminho para outro mundo, galerias de arte com os originais que todo mundo conhece dos livros e mídia, lojas que enlouquecem como esta da foto em Firenze. As vimos também em Verona, Siena, Roma, Veneza e Pisa. A Lili quase enlouqueceu, já que é professora de caligrafia clássica (na Pandora, Campinas)e está estudando iluminuras para um novo curso. As penas, tinteiros, carimbos, papéis, pequenas aquarelas em cartões, envelopes, tudo era maravilhoso. E tudo muito caro, mas belo de admirar. Essas lojas tem tudo a ver com esses lugares históricos, antigos, mágicos, que tanto me encantaram na viagem.

Firenze (ou Florença) é uma cidade onde o turista deve ficar uns quatro ou cinco dias pelo menos. Tem muitas coisas bonitas prá se ver.
 
Io amo l'Italia

Polpette di melanzane (Bolos de Berinjelas)

Para 4 pessoas:


1 berinjela grande
1 ovo
100 gr de miolo de pão
200 gr de carne moida
queijo ralado
pimenta do reino
sal

Cortar a berinjela em cubos e cozinhá-la em água e sal de 8 a 10 minutos.
Retire e deixe esfriar.
Depois comprima a berinjela até tirar toda água.

Colocar tudo em uma vasilha com um ovo, miolo de pão (molhado em água fria), carne moída (quanto necessário),queijo ralado, pimenta do reino e sal.
Misture bem até obter uma consistência bastante firme, caso contrário, acrescente queijo ralado e miolo de pão.
Faça bolas com a massa obtida e achate depois.

Para cozinhar:
Fritura:
1) colocar as bolinhas na frigideira com azeite de oliva
ou
2) passar as bolinhas na farinha de pão e depois colocar na frigideira com azeite de oliva

Forno:

1) colocar as bolinhas no forno com um fio de azeite de oliva

ou

2) passar as bolinhas na farinha de pão e depois colocar no forno com um fio de azeite de oliva

P.S.: Pode-se fazer também com abobrinha!!!

Conhecendo a Sardenha: as dunas de Costa Verde



Uma dica muito interessante do site Viaggi del Corriere! Daquelas que te provocam uma vontade de pegar uma mala e sair correndo em um avião para Olbia ou Cagliari. Estamos falando da Costa Verde, definida como “o último paraíso do Mediterrâneo: na frente, o mar. Nas costas, o verde da mancha mediterrânea com o Monte Arcuentu. No meio, as dunas mais altas da Europa, com até 50 metros, colinas de areia dourada, Patrimônio da Unesco”.

Além disso um aliado de peso, o clima, que nos permite caminhar nas dunas de areia macia e branca, entre Capo Pecora e Capo Frasca, num “trecho do Mediterrâneo espetacular, ainda longe do desejo daqueles que querem campos de golfe, lindas casas e resort cinco estrelas nas praias onde as tartarugas marinhas Caretta caretta botam seus ovos”.

Perto da praia de Piscinas, na região de Arbus, até o Parque Geominerario Histórico Ambiental da Sardenha é possível curtir férias inesquecíveis.

Foto Flick
http://www.blogbelavida.com.br/

Passeios nas montanhas italianas: Sleddog na Valtellina

                                                                     
Depois de falarmos dos gatos das neves na visita especial na Valtellina, gostaríamos de falar de outra aração do local, com cachorros que puxam trenós.

Em Valdidentro, sempre na província de Sondrio, é possível praticar o sleddog com a orientação de um instrutor. Cada passeio dura 60 minutos e pode ser realizado com duas crianças, com até doze anos: o passeio custa 40 euros por pessoa.


Continuar lendo: Passeios nas montanhas italianas: Sleddog na Valtellina

Foto Flickr
http://www.blogbelavida.com.br/

Atividade cerebral no computador

Roma, Ansa - A primeira reprodução em computador da atividade do cérebro humano estará pronta em 2030, se anunciou no dia 23 em Roma durante o congresso "The Brain Revolution" (A Revolução do Cérebro), organizado em homenagem aos 101 anos da Prêmio Nobel italiana Rita Levi Montalcini.

A relação cérebro-computador é um dos principais temas do encontro em Roma e do projeto internacional "Blue Brain", liderado pelo cientista Idan Segev da Universidade Hebraica de Jerusalém, que visa utilizar um dos computadores mais potentes do mundo para reproduzir o funcionamento do cérebro humano.

O primeiro passo, explicou Segev durante a apresentação do "Blue Brain" em Roma, foi a organização do córtex cerebral em colunas: pequenos fragmentos que compreendem 10 mil células conectadas entre si por bilhões de conexões - chamadas sinapses, e vários quilômetros de fibras.

"Nestas conexões se esconde o segredo da criatividade e da capacidade de adaptação", disse o cientista. "Agora estamos tentando reproduzir no computador estas colunas corticais", uma operação para a qual os pesquisadores utilizam o computador "Blue Gene" da IBM, o mesmo com o qual se obteve o mapa do DNA humano.

"A coluna cortical - acrescentou Segev - pode considerar-se como uma espécie de código universal do cérebro".

Em três anos se espera conseguir o primeiro modelo completo do cérebro de um rato, para depois passar para cérebros mais complexos, como o dos gatos e macacos e, em 2030, para o do homem.
 
http://www.italianos.it/