quarta-feira, 12 de junho de 2013

Itália tem recorde de infectados em hepatite C

Doação de sangue para hepatite (foto: Ansa)Doação de sangue para hepatite (foto: Ansa)

 A Itália é o país europeu com o maior número de pessoas infectadas com o vírus da hepatite C (VHC), e 55% está infectado com o "Genótipo 1", o mais difícil de curar, informaram hoje especialista em Milão.

    Cerca de 3% da população italiana (1,6 milhões de pessoas) estaria infectada com a doença.

    "Calcula-se que ao menos um milhão de italianos sejam portadores crônicos da infecção, e que destes um terço tenha desenvolvido ou está desenvolvendo sérias doenças do fígado", informou Massimo Colombo, diretor da Medicina Especializada e Transplante de órgãos do Hospital Maggiore de Milão. A maioria contraiu o vírus nos anos 1970-1980 com transfusões de sangue contaminado, ou devido ao uso de material sanitário não esterilizado.

    "Mas outras 200-300 mil pessoas o contraíram por causa dos comportamentos de risco, como relações sexuais sem proteção, piercing ou tatuagens. A este dado devemos acrescentar um significativo número de migrantes que chegam de regiões com altas taxas de infecção da hepatite C", afirmou o médico.

www.ansabrasil.com.br

Um comentário:

Madeline Wunderly disse...

Isso é realmente grande número ea Alemanha têm muito grande questão sobre a hepatite, pois a maioria da população está sofrendo com essa doença.
Fonte: More Info